Juntem-se a nós clicando AQUI!

domingo, 13 de maio de 2012

Redução do Desperdício Alimentar

Ontem, 12 de Maio, tive a oportunidade de ir a um evento chamado Feeding 5k (Vamos Alimentar 5000). O evento, que teve lugar em Bristol, na Inglaterra, foi organizado por FareShare SouthWest com o objetivo de educar ou nos sensibilizar para o problema da enorme quantidade de desperdício alimentar quando vemos tanta gente a passar fome.

Por um lado, temos aproximadamente um bilhão de pessoas mal nutridas no planeta; por outro, sabemos que os 40 milhões de toneladas de alimentos desperdiçados anualmente nos EUA seriam suficientes para satisfazer a fome de todos eles. No Reino Unido,desperdiçam-se 25% de todos os alimentos que se compram. No entanto, menos de 25% da comida desperdiçada nos EUA e Europa seria suficiente para resolver o problema da fome no mundo!

Por estas e por outras, um grupo de pessoas resolveu oferecer um almoço gratuito a todos usando apenas alimentos que seriam desperdiçados. Provei e gostei! O caril de legumes estava uma delícia! Demonstraram que escassez ou abundância é por vezes uma questão de perspectiva.  



Tristram Stuart (fundador e autor de Waste, também esteve presente e falou sobre o escândalo do desperdício de alimentos a nível mundial.

O resto foi retirado daqui  

Iniciativa britânica
O movimento britânico Feeding 5k é uma experiência que defende a união das duas pontas (alimentos excedentes e pessoas com fome). A partir do que chama de pirâmide do não desperdício, aponta formas para empresas evitarem desperdício e alimentarem pessoas. A proposta é reunir informações sobre como direcionar excedentes a organizações que redistribuem comida a pessoas ou ainda sobre como reaproveitar sobras não indicadas ao consumo humano na alimentação de animais no campo. Se ainda assim forem gerados resíduos, o Feeding 5k oferece informações sobre como gerenciá-los, encaminhá-los para compostagem, produção de fertilizantes ou combustíveis, evitando o envio de dejetos a aterros sanitários, nos casos em que houver outras soluções disponíveis, de menor impacto ambiental. Empresas podem aderir à campanha e pessoas físicas também podem assinar um manifesto demandando que outras corporações adotem essas medidas. Com isso, a campanha pretende pressionar o Parlamento do Reino Unido a tomar medidas contra o desperdício e de combate à fome.

Sem comentários:

Enviar um comentário